Dear diary e novo destino

Tava aqui pensando e cheguei a conclusão que o In Wonderland é um espaço MUITO maluco. Eu escrevo praticamente tudo por aqui em forma de diarinho, mas de vez em quando decido fazer um post super inusitado, tipo contando do Clube ou de como games vão muito além do entretenimento. E já até cheguei a me arriscar com uns textos mais introspectivos! hahaha. Mas, no final das contas, o diarinho prevalece. E fico feliz de saber que tem gente que lê as coisas românticas/bobinhas/verdadeiras que escrevo por aqui, mesmo sendo todo esse caos de temas que é.

Desde que fiz um meme por aqui, bem no começo do ano, um pessoal começou a visitar mais o blog, a comentar e falar sobre algumas coisinhas que eu escrevo. E eu vou confessar que to achando tudo muito legal!

Eu sempre tento postar mais rapidamente, mas como isso daqui sempre foi e sempre vai ser meu “diário da internet” (tão anos 90 isso!), acho difícil mudar :(

Mas enfim, essa enrolação toda é pra dizer que sempre vou achar o máximo imaginar que minhas angústias, felicidades, pirações, textos e histórias chegam pra pessoas que eu nunca vi na vida e que provavelmente nunca verei e que, mesmo assim, tem uma pá de gente disposta a ser gentil, a rir junto comigo, a se surpreender com alguma história que eu também me surpreendi. Eu abri meu “diário” pras pessoas lerem e de repente me senti tocada ao perceber que as coisas ficam mais bonitas quando são compartilhadas.

Então, obrigada pra você que vem aqui (não me interessa se é uma pessoa ou mil) e me torna um tico mais feliz! Fico contente de receber um comentário, mas mesmo que isso não aconteça, tudo fica bem mais doce ao saber que alguém “perdeu” uns segundinhos por aqui.

O In Wonderland sempre vai ser um blog sem compromisso, um canto totalmente meu de desabafos, mas saber que há tanta gente que me entende, que se parece comigo ou até que é tão diferente de mim e por isso expressa alguma opinião que me faz pensar “nossa, mas será?” é o m-á-x-i-m-o!

Mas vamos ao que interessa e que nem tem nada a ver com esses comentários enfofados aí de cima. Hahaha.

Hoje pego estrada rumo a casa do namorado, que mora em Mogi Mirim (interior de SP) e de lá, na sexta de manhã, vou pra Monte Verde, em Minas Gerais. Eu nunca fui pra lá, mas já conheci muita gente que foi e amou! E como eu e o Diego estamos ensaiando uma viagem bem romântica e só nossa desde 2009, quando a gente começou a namorar, – e nunca dava certo principalmente porque um: tem que rolar um planejamento financeiro; dois: a gente não conseguia conciliar férias no trabalho ao mesmo tempo – finalmente ter a nossa viagem de sonhos é um presente de fim de ano indescritível.

Mal posso esperar pra vasculhar cada cantinho da cidade, curtir muito a companhia do mon amour e ter alguns dias – mais do que merecidos – de descanso. E assim como fiz na época da Luminosidade e na época de Florianópolis, faço um post resumão aqui de toda a viagem depois!

O mais bacana é que como conheci muita gente que foi pra lá, já to cheia de referências de lugares pra conhecer. To fazendo uma lista com tudo que captei e tudo que achei na internet pra não ter erro. Mas olha, em situações assim eu super me permito não seguir tudo à risca. Até porque é legal ter alguns pontos de referência bacanas pra conhecer, mas o gostinho de se jogar no desconhecido e em lugares “inexplorados” é tão mais gostoso!

Mas antes mesmo de pegar estrada (e o motivo real desse post), uma coisa me deixou meio paranóica: fazer mala.

Eu até que não tenho muita preguiça pra fazer mala (desfazer é o grande problema), mas sempre rolam sérias dúvidas do que devo ou não levar. Até porque em Mogi a temperatura vai estar em torno dos 40º (omfg!) e em Monte Verde, onde já olhei o climatempo, chegaremos até os 13º (iupi!). Agora me diz, como fazer uma mala assim?!

Daí que xeretando pela internet achei esse post incrível da Oficina de Estilo! Tudo bem que no meu caso as coisas tão meio que ao contrário, já que a lista das meninas é pra uma viagem de aproximadamente 15 dias e em um lugar quente, e eu estarei quatro dias e (por mais tempo) em um lugar frio. mas a lista pode até não ter valido pra mim, mas vai que serve super pra alguém que esteja lendo esse texto aqui? Então decidi vir compartilhar :)

Na verdade, o que eu mais gostei do texto e que fez uma diferença enorme na hora de fazer a minha mala (está fazendo, na verdade, porque ainda to aqui montando haha) foram as dicas finais. Acho super válidas! E eu sempre to indo de lá pra cá nos feriados já que moro em Bauru, mas minha família em outra cidade, então fica de lição pra vida e pra toda nova mala que eu for montar.

Agora vou pra lá terminar toda a organização que logo mais é hora de pegar estrada. Quem aí vai me desejar boa viagem? ;)

Foster the people – Pumped up Kicks (Música pra estrada)

Anúncios

Um pensamento sobre “Dear diary e novo destino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s