Hugberries

Quando comecei a namorar o Diego, no dia 17 de maio de 2009, mal podia imaginar como seria minha vida dali pra frente. Mal podia imaginar como seria tão mais feliz dali pra frente. E poderia imaginar menos ainda que ao invés de uma pessoa especial eu acabaria ganhando duas pessoas especiais em minha vida.

Tudo começou quando o Diego veio com um papo de “preciso te apresentar a Babi”.
Vou ser grata pra sempre por essa conversa, porque depois disso – e das maravilhas do gtalk – eu tinha alguém com quem conversar as coisas mais bacanas do mundo. Daquelas conversas fáceis, simples, que você tem com amigos de longa data. Simples assim, afinal amizade é uma coisa simples pra Bárbara Carneiro. Quando você menos espera… pronto, a Babi já invadiu sua vida. =)

Aí que foram meses tentando combinar algum programa em que eu, Diego, Babi e o Caio – seu namorado -pudéssemos nos reunir. São Paulo? Bem que nós planejamos, mas os dias foram passando e nada de ir pra capital visitar os dois… até que em setembro a Babi veio com a notícia: feriado delícia em Bauru para nós quatro.

E começaram os preparativos…

Conversas de e-mails, trocas de telefone, endereço, explicações do lugar, da programação, enfim, toda aquela pré ansiedade de datas especiais.

E o feriado chegou e tudo foi mil vezes melhor do que poderíamos esperar!

No sábado de manhã eles chegaram por volta das 11 horas aqui na Foca. Meu primeiro contato com o Caio – com quem até então só tinha conversado por e-mail – e as primeiras palavras trocadas com a Babi rolaram numa boa. Cinco minutinhos iniciais em que você tem uma vontade louca de sair correndo pra abraçar e contar como está feliz por terem chego, mas que também vêm acompanhados daquela timidez inicial de quem não sabe bem o que fazer… Mas foram só os minutinhos iniciais mesmo! Do jeito que veio, foi. Afinal aquela era a pessoa com quem eu, quase religiosamente, vinha conversando todos os dias há meses, fazendo confidências, dando risada, compartilhando mundos… E com o Caio, bom, eu já podia imaginar quão bacana ele podia ser por tudo que a Babi já havia dito.

Fomos almoçar no Maravilha, uma churrascaria ótima daqui de Bauru. Almoço de trocas de experiências uspianasXunespianas. Dúvidas sobre os cursos, os prédios, professores… papos acadêmicos regados à carne. E aproveitando o embalo do almoço os levamos pra conhecer a UNESP daqui.

Fato curioso: Mostrar a UNESP para alguém que nunca esteve aqui me fez ver que, definitivamente, não conhecia vários lugares de lá. Tirando o percurso FAAC- biblioteca- cantina, gente, me senti em outra faculdade! E realmente… aula na engenharia é outro mundo haha.

O sábado foi no maior estilo revistas, games e muitas, muitas músicas. Youtube não parou um segundo com aquela nossa história de ‘mas você já escutou essa?’. O café da tarde foi no Copabacana – onde eu me sinto a Holly Golightly em Bonequinha de Luxo haha – e a pizza do final do dia no Tauste. Eu sei, somos gordos. Mas a comida veio acompanhada de muita conversa.

É tão bom, mas tão bom poder conversar sobre assuntos sérios-engraçados-aleatórios tudo junto&misturado, e ser uma coisa tão simples e bacana. É aquilo de sermos abençoados por termos amigos, por podermos ter papos cabeças ou primaveris em uma mesma rodada de perguntas e todo mundo sair feliz. Com a mente à toda, o coração batendo forte e… a barriga cheia também, claro! :p

O domingo foi especial porque havíamos combinado o piquenique há muito tempo, então rolava toda uma expectativa se realmente o tempo iria vingar. E agradeço a quem quer que seja o responsável, mas o fato é que ele vingou e pudemos ir aproveitar as maravilhas do Vitória Régia.

Grama verdinha, dia claro,sol com aquele ventinho gelado, céu azul, azul.

De cara achamos uma barraquinha linda onde eu e a Babi compramos cupcakes divinos – na aparência e no sabor – e depois procuramos um lugar mais calmo pra estender nossa toalha. Ver os cachorros correndo ao longe, as crianças brincando e os ipês mais roxos do que nunca. E ainda bem que as lentes do Caio e da Babi registaram o momento.

Domingo ainda teve games, papos sobre blogs de moda com a Babi, final do vôlei masculino – Cuba e toda sua tensão – o fimlinho de “A fita Branca” e um brigadeiro com morangos e uvas.

O que fica deveras desse final de semana são as fotos, as recordações, o autógrafo de “Viva a Paulinha” do Ziraldo que eles me deram, mas, e principalmente, os bons momentos. Os momentos únicos que a gente tem de vez em quando na vida da gente e que ficam de lembrança e história pra lembrar depois.

Sentimentos ficam.

Os créditos das fotos são da Babi e tem um post lindo, lindo no blog dela falando sobre o final de semana e a playlist que rolou.

Ah, pra quem gostou do cupcake eles tem blog! O B de Brigadeiro. ;)

E espero que logo venha um outro post sobre a a visita que queremos fazer para eles na capital.

E, por fim, um bom feriado para todos!

Anúncios

6 pensamentos sobre “Hugberries

  1. só dá pra resumir em: que delícia de fim-de-semana! :) assim como que delícia de pizza, brigadeiro, todas-as-outras-comidas, e que delícia de conversas, de risadas, de passeios.
    obrigada pela recepção, paulinha! =) não poderia ser melhor!

  2. Pingback: With a little help from my friends | In wonderland

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s