Beatles, Beatles, Beatles!

There’s nothing you can do that can’t be done
Nothing you can sing that can’t be sung
Nothing you can say but you can learn how to play the game

(trecho de “All you need is love“)

And when the night is cloudy
There’s still a light that shines on me
Shine until tomorrow, let it be…

(trecho de “Lei it be“)

And then while I’m away
I’ll write home every day
And I’ll send all my loving to you

(trecho de “All my loving“)

Though I know I’ll never lose affection
For people and things that went before

(trecho de “In my life“)

Não há como negar, Beatles pode ser a trilha sonora das nossas vidas!
É difícil dizer quando foi a primeira vez que escutei Beatles, até porque meu pai sempre vivia cantarolando as músicas em casa quando eu era pequena e, depois que cresci o processo se inverteu: fui eu que passei a cantarolar baixinho, por onde fosse, as canções do quarteto britânico. Para mim a sensação de escutar uma canção da banda é sempre assim – como se uma ‘primeira vez’ se repetisse infinitamente: uma magia que não dá pra se explicar ao certo, uma magia que só quando você escuta “Yesterday“, “Help” e tantas outras canções você vai entender.
Eles podem te embalar dos piores aos melhores momentos da sua vida, podem servir pra se escutar durante uma viagem longa de ônibus, podem servir de pano de fundo para um romance, podem ser escutados num dia de chuva rala e podem te acompanhar naqueles dias em que sua felicidade esta a ponto de explodir.
Afinal, são os Beatles poxa! =)
Devido aos 40 anos de fim da banda, a exposição “The Beatles – 40 anos de História“, organizada pela “Fã Clube Revolution” – o único que foi reconhecido oficialmente pelos meninos de Liverpool aqui na América Latina – esteve em exposição aqui em Bauru no “Alameda Quality Center” durante algumas semanas, e eu –  como não podia deixar de ser – fui conferir de perto cada centímetro.
Dá pra ficar de boca aberta com a quantidade de peças da exposição: autógrafos, livros, relógios, lp’s, ingressos de show, instrumentos do grupo, fotos profissionais e pessoais, objetos de decoração, revistas raríssima, buttons, mini estatuetas, selos e até o rock band da banda, só para citar alguns.
Como no Alameda é permitido bater foto, consegui bater algumas pra registrar essa super exposiçao. Enjoy!

Bandejinha super fofa, diga-se de passagem, com as imagens do famoso quarteto

Selos me consquistam. Selos do Beatles, então...

Marco Antonio Mallagoli, colecionador e responsável pela exposição, já assistiu aos shows do Beatles nos EUA, Inglaterra, Argentina e Brasil.

The yellow submarine

Olha a Yoko, gente! Não podia faltar alguma peça dela numa exposição dessas, né?

Anúncios

3 pensamentos sobre “Beatles, Beatles, Beatles!

  1. Ah! Eu nem soube disso… queria tanto ter ido! Fotos lindas! #inveja
    Qual é o twitter ou site do Fã Clube Revolution (tem?) ?
    DD:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s