Ah, a madrugada!

Então você está no meio do olho do furacão e não há nada que possa fazer. Absolutamente nada. Ou melhor, tudo depende exclusivamente de você. E entre o tudo e o nada fica a dúvida de qual é mais fácil de se lidar.

Volta às aulas do segundo semestre e uma pilha de novas idéias surgindo. Vontade de começar um projeto, de estudar mais (e pra valer) durante esse semestre, talvez resgatar velhas vontades que estavam guardadas no fundo da gaveta. Economizar, economizar, economizar. Fazer uma listinha de ‘coisas a serem cumpridas daqui pra frente’ – a começar por essa. Resumo da ópera: to voltando pra Bauru, mas em um tudo novo de novo. Exatamente no meio do olho do furacão.

E não, eu ainda não consegui arrumar a letra decentemente pro blog aqui, quando mais aumentá-la (e assim facilitar para que vocês não fiquem com os olhos apertadinhos enquanto tentam ler isso), então por enquanto vai ficar assim mesmo. Letra feinha e mal acabada.

– indo dormir com mil idéias e vontades na cabeça. uma madrugada, diríamos, um tanto quanto reflexiva –

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s